Buscar
  • clara ceribelli

As drogas te chamam pra Deus?

Existe duas premissas dominantes na nossa sociedade atual: por um lado, pessoas "religiosas", em sua maioria cristãs e em sua maioria frequentadoras de igreja por mero costume familiar, sem real significado naquilo; por outro lado, pessoas que por não se identificarem com esse "status quo doutrinador", se dizem ateias, agnósticas, ou sequer param pra pensar sobre o assunto. Em ambos os grupos existe a maior catástrofe dos nossos tempos: o ceticismo! Até mesmo os que dizem "acreditar em Deus", não estão mais próximos da verdadeira realidade divina do que aqueles que dizem não acreditar em nada. Isso porque, verdade seja dita, qualquer religião é uma caixa dogmática que não apresenta a realidade da Criação. Quanto mais eu estudo, pesquiso, vivencio, experiencio... mais eu vejo que o verdadeiro Deus, o Uno, só pode ser compreendido fora de instituições tradicionais e religiosas, sejam quais forem. É só através do esoterismo e do ocultismo que vamos entender a Realidade Suprema, e isso está além da compreensão dos religiosos, por isso os chamo também de céticos... porque qualquer coisinha minimamente além do que é apresentado na missa, já se torna um enorme misticismo. Ainda não entenderam que Deus É místico! Nesse sentido, até quem "não acredita em nada" tem mais facilidade de assimilar certas informações, porque não está com a cabeça cheia de crenças limitantes e castradoras vinda de religiões organizadas. Todas elas, qualquer uma delas... nenhuma mostra a verdade completa. E não que estejam erradas... só estão muito incompletas e sob sistemas de crenças limitantes, são fragmentos! E esse ceticismo generalizado é algo que têm se tornado insuportável pra muitos, porque no fundo da alma, sabemos a realidade de Deus... carregamos essa memória, afinal, viemos "dele". Temos um chamado profundo no nosso interior nos pedindo pra redescobrirmos e acessarmos esse estado de consciência expandida de onde viemos. É aí que muita gente sem perceber cai no uso de drogas. É um "atalho". Como disse uma vez um guru que me esqueci o nome, as drogas podem até te levar pra Deus, mas elas não te deixam ficar lá. A porta se abre e se fecha assim que o efeito passa, porque não é uma expansão desenvolvida verdadeiramente. A droga trás uma versão muito pobre do desejo interior das pessoas por Conexão Suprema: relaxamento - entrega - libertação - alegria - êxtase - frenesi - transe - amor - liberdade absoluta - percepção expandida - sensibilidade sensorial. As pessoas buscam isso através da droga com um efeito temporário e é por isso que, não importa o quão fantástica seja a experiência, você continuará com as mesmas problemáticas internas no dia seguinte. O caminho de reconexão com Deus através do desenvolvimento psíquico é mais lento e passa por obstáculos, mas é permanente. Quando você expande, é impossível retrair... o único caminho é expandir mais. E você começa a se transformar nisso, a SER isso... você não precisa usar mais algo externo pra experienciar a expansão como algo transitório e externo a você, porque VOCÊ SE TORNA a própria consciência expandida. Por mais cético e aprisionado que seja um ser humano, no fundo carrega o mesmo desejo que todos: o de sentir o amor absoluto, que é Deus. E que é sinônimo de libertação, de êxtase, de prazer. Todos nós queremos isso! Nós só não sabemos como conseguir e as pessoas mais sensíveis muitas vezes acabam nos atalhos, nas drogas, e se afundam nisso. E o se afundar não necessariamente é se tornar um viciado em crack morador de rua. O se afundar muitas vezes é não suportar sentir a própria ansiedade e se tornar viciado em cigarro. É não suportar viver essa realidade e precisar fumar maconha todo dia. É não suportar a própria vida e precisar beber muito ou usar uns ácidos pra sentir qualquer coisa mais interessante. A verdade é que as pessoas vivem uma apatia constante em seus dias, não sentem verdadeiro prazer dentro de si mesmas e em suas vidas... vivem afogadas por seus pensamentos e emoções não compreendidas e por não saberem qual o caminho certo pra melhorar, procuram nos lugares mais errados possíveis e destroem seus corações no percurso. O desejo por "mais" é totalmente válido e natural, o desejo por prazer, o desejo por conexão... tudo isso é encontrado da "porta pra dentro".


Tenho um vídeo no youtube sobre isso em mais detalhes:

Drogas e mediunidade - YouTube




10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo